5.2. Sistemas de ventilação, aquecimento e condicionamento aéreo

Informação geral e medidas de segurança

Diagrama de função do refrigerador do condicionador de ar

1 — o Compressor K/V
2 — o Condensador
3 — o desumidificador de Receptor
4 — a Larga válvula
5 — Evaporador
6 — Evaporador do condicionador traseiro de ar
7 — a Válvula de atalho de líquido refrigerante do condicionador traseiro de ar

8 — a Válvula de injeção de líquido refrigerante do condicionador traseiro de ar
E — a Alta pressão (uma fase gasosa)
Em — a Alta pressão (uma fase líquida)
Com — a pressão Baixa (uma fase líquida)
D — a pressão Baixa (uma fase gasosa)


Aquecedor adicional. Modelos diesel

1 — a Unidade de controle de módulo thermolysis
2 — o Caso de tocha
3 — a Saída de esfriar o líquido
4 — o Módulo de purgação aéreo ardente
5 — provisão Aérea ardente
6 — a Tomada
7 — o Módulo thermolysis
8 — a Tocha

9 — uma Saída de escape
10 — Provisão de esfriar o líquido
11 — fornecimento de combustível
A6m2 — uma Purgação aérea ardente
A6n1 — a Unidade de controle adicional
aquecedor
A6r2 — o aquecedor


Ventilação de correntes


O ar dado pelo sistema da ventilação ao interior do carro via o filtro pode aquecer-se ou esfriar-se dependendo da escolha do motorista e passageiros. O aquecedor ou o condicionador instalam-se no salão, no caso abaixo do painel. Toda a corrente do ar dado ao salão vai para aquecer-se ou esfriar pela mesma cobertura. A temperatura e a velocidade de uma corrente de ar regulam-se por meio das administrações localizadas no painel de controle.

O calor gerado durante a operação do motor transfere-se esfriando o líquido ao radiador de aquecedor localizado no salão. A corrente aérea trazida do sistema da ventilação passa por um radiador e esquenta o calor do líquido que esfria do motor que prossegue em um radiador. O ponto do aquecimento regula-se por meio da mistura em certa proporção de ar quente e frio por meio da porta que se mistura com o motorista do servomecanismo.

O ar usado retira-se do salão por válvulas de respiro com válvulas backpressure.

O aumento em um consumo de ar via o trocador de calor fornece o ventilador de ar puro.

Se for necessário apagar a provisão de ar puro, por exemplo, em um mau cheiro, os comutadores de sistema no modo de circulação no qual no salão só o ar que está disponível lá circula.

A comutação do sistema no modo da circulação confirma-se pelo fogo de uma lâmpada de controle.

Sistema de condicionamento aéreo de salão

Os trabalhos com o sistema de condicionamento aéreo têm de executar-se por uma oficina especializada. Não se abra em todo um contorno de circulação de líquido refrigerante como no contato com o líquido refrigerante de pele pode causar uma ulceração.

Por meio da temperatura aérea de sistema de condicionamento aérea no salão pode diminuir em baixo da temperatura externa. Durante o trabalho de umidade de sistema em reduções de salão. Durante o tempo molhado, o ar puro que chega anteriormente esfria-se então novamente calor até a temperatura de jogo. Assim a sua drenagem faz-se. Por meio deste procedimento fogging de copos retira-se.

O sistema de condicionamento aéreo compõe-se de um aquecedor e o refrigerador. O refrigerador KV compõe-se do compressor, o condensador, um regulador, evaporador, container com líquido refrigerante e oleodutos. No líquido refrigerante de sistema (tipo de R134a) que dependendo de temperatura e pressão pode estar no estado líquido ou gasoso circula.

O compressor de condicionador por um cinto de espinhaço dá-se à rotação de um cabo de inclinação do motor. Cria a pressão a 30 atm. em um contorno de esfriamento de instalação devido ao que o gás de representação de líquido refrigerante esquenta. No condensador o líquido refrigerante esfria-se com o ar que prossegue do lado de fora (o ar que esfria permanece no ambiente externo). Disso o líquido refrigerante aquecido condensa-se, transformando-se no líquido.

Tendo grande pressão, passa-se por um regulador, por isso, as suas quedas de pressão. Depois que aquele líquido refrigerante evapora-se em um contorno, ao mesmo tempo fortemente esfriando-se. Em evaporador o líquido refrigerante seleciona o calor do ar levado por ele. Disso arejam esfria-se. O ar esfriado vem ao interior do carro. Em consequência do aquecimento em evaporador o líquido refrigerante transforma-se no gás e abaixo da pressão baixa vem ao compressor então o processo de repetições de circulação.

Aquecedor adicional

O aquecedor adicional no combustível estabelece-se no modelo com motores diesel. No lançamento do motor automaticamente começa a trabalhar dependendo de temperaturas de esfriar o líquido e o ambiente. O controle manual não se fornece. Só pode incluir-se ou apagou o comutador no consolo central.

Além de um aquecedor no combustível também o aquecedor elétrico adicional se estabelece.