Mercedes-Benz S-class W220

Mercedes-Benz W220 — o antigo líder do Mercedes (S-class), emitiu-se desde 1998 para 2006. O carro substituiu o modelo W140 e consideravelmente modificou a imagem de toda a marca. Até o final dos anos 90 para substituir a característica ao Mercedes de grandiosidade e compacidade de autoridade e economia veio. Novo o 220o foi quase 300 quilogramas mais fácil e 120 mm mais curto do que o predecessor, tinha a nova estilização "arredondada" sem esquinas agudas. Mas ao mesmo tempo, o volume interno do carro cresceu devido ao uso de dispositivos mais compactos e a sua racionalização. O 220o ficou famoso do progresso técnico e o fato que foi eletrônica literalmente saturada e computadores, trazendo tanto ao motorista como a passageiros a conveniência mais alta e conforto. O carro emitiu-se tanto de W220 curto como da base de V220 longa. Mas diferentemente de antigas S-classes, o 220o não tinha "" a versão de um compartimento desde que a classe CL em 1996 já se separou independentemente desenvolvido em vista do modelo C215.

O carro apresentou-se ao grande público em agosto do 1998o ano. Se W140 põem um acento nos modelos flagman V140 de 8 e 12 motores de cilindro, e os sedans curtos calcularam com o diesel como uma conexão débil, então o 220o tinha tudo ao contrário. Ajudou-se pela tecnologia de Carril Comum de motores diesel que consideravelmente cortam o consumo de combustível. Por isso, os mais populares W220-vão o modelo tornou-se o CD-I S320 que inicialmente tinha o Turbodiesel OM613 (configuração I6, o volume de 3.222 cm ³ o poder de 197 h.p., o momento de 470 nanômetros). Também o CD-I de S400 com o turbodiesel OM628 na configuração de V8 se emitiu (3.996 cm ³, 247 h.p., 660 nanômetros.)

Entre modelos com motores benzinny que começam houve S320 com o motor M112 (3,199 cm ³, V6, 224 h.p., 315 nanômetros) embora lá também se facilitasse versão S280 da exportação à Ásia (o mesmo M112 mas 2,799 cm ³, V6, 204 h.p., 270 nanômetros). No poder M112-y o motor admitiu M104-mu em W140 um pouco mas foi mais econômico.

O motor M113 dos modelos S430 (4.266 cm ³, 279 h.p., 400 nanômetros) e S500 (4,966 cm ³, 306 h.p., 460 nanômetros) tornou-se os oito (V8) do 220o. E para um líder do 220o S600 houve novo M137 (5.786 cm ³, V12, 367 h.p., 530 nanômetros). A respeito do marketing, o Mercedes apresentou os três últimos modelos como caro afetado ao luxo. Mas aqui Meresedes tinha "o trunfo": no 1999o ano a companhia comprou a afinação AMG que se tornou o seu afinador oficial e para uma nova S-classe produziu o modelo S55 que se concluiu com um suporte de forma triangular de interrupção de esportes e freios, mas a coisa principal com ³ V8 de motor de cm M113 5.439 que tinha o poder de 360 h.p. no momento de 530 nanômetros.

Em geral a tarifa na economia diretamente refletiu-se em compradores de uma S-classe que para W220-vão tornou-se a camada mais alta da classe média. Mas tendo ganhado um mercado, o Mercedes perdeu o outro — elite, especialmente depois da partida de BMW E65/E66 do seu concorrente. Em resposta no 2002o ano o carro expõe-se à modernização profunda durante o que além de detalhes externos como novas lâmpadas traseiras e mais aerodinâmico antes e o jogo atualizado da eletrônica, recebe um número de novos motores.

Para o novo CD-I S320 o mercado recebe o novo motor OM648 (3.222 cm ³, R6, 204 h.p., 500 nanômetros.), e S320 substitui S350 com o mesmo m M112 do motor mas com um volume aumentado a 3.724 cm ³, o poder de 245 h.p., o momento de 350 nanômetros. Para beneficiar atrás o antigo mercado de concorrentes, o Mercedes dá a um líder de novo V12 M275 битурбо S600 (5.513 cm ³, 500 h.p. 700 nanômetros).

E AMG pôs-se em S55 pelo motor compressor e a intergeladeira que aumentou o poder para 500 h.p. e o momento a 700 nanômetros. Além disso AMG produz os modelos com V12, que começa no 2002o ano com um pequeno lote de S63 com 6.258 cm ³ o volume de M137 com um poder de 444 h.p. e o momento de 738 nanômetros. E logo no 2004o ano o modelo de S65 M275 publica-se os engenheiros битурбо postos de AMG aumentaram a deslocação de motor a 5.980 cm ³. A capacidade de motor depois destas modificações ficou igual a 612 h.p., e torque — 1.000 nanômetros. limitado por eletrônica.